(eter)

04 dezembro 2007

pinhal novo

Vivendo nesta terra de fenómenos como é o Pinhal Novo, dei por mim a pensar como é que ainda não tinha feito um destaque a duas bandas míticas que estão ligadas a esta vila-cidade.
Os Comme Restus, embora os seus membros não sejam na totalidade de Pinhal Novo (na verdade é só um e não sei se ainda toca), é uma banda amiga da terra e recordo um memorável concerto aqui ao lado da adega (onde hoje fica o hipermercado Modelo), o qual estava integrado numa festa que foi a primeira iniciativa do género do amigo João Miguel Feijão (primeira e última, que assim é que se criam os mitos - neste caso uma festa mítica, para quem lá esteve).
O palco foi destruído no final do concerto, como faz parte de uma boa actuação e foi uma das primeiras desta banda, que se tinha formado há pouquíssimo tempo, já há uns 20 anos.
Hoje têm um cd lançado (comprar), mas os clássicos já vêm dessa altura:
"amandame côa paxaxa pus dentes"
"morte aos ciquelistas"
"punheta de mamas"
"eu xamome Ãtónio"
etc.

E letras como:

"keinsse xórisse"
Keinsse xórisee, tás tode quitade pá
Olha, bute lá andar pá, bute lá andar umbocado pá
Olha, bebe uma jeca quisso passa pá maluco
E asseguir, asseguir dálhe cuma jarda pá
À pá sóce, é isse é isse pá, tás mesme lá

"Paxaxa Plus Dentes"
Lava-me os dentes com o teu fluido vaginal
Deixa-me chupar a tua glândula urinária

"O Limdo Sorriso Do Meu Cão"
Levei o meu cão a passear
À procura dum sítio p'ra mijar
Foi contra um poste e disse-lhe "bom dia"
E o poste respondeu "vai pá cona da tua tia"

nota: o keinsse xórisse deve-se ler/cantar com sotaque setubalense...

Deixo-vos algumas dessas pérolas:

comme restus - eu xamome Ãtónio

comme restus - as bóias são noços amigos

comme restus - quéque fõi



Já os Ervas Daninhas são uma banda resistente do punk rock, mas todos de Pinhal Novo, também com um historial de muitos anos e pessoal conhecido de há muitos anos, em especial o Virgílio (voz e guitarra) e o Bidgi (baixo).
Como disse anteriormente são, hoje, bandas míticas e, sendo da terra, não podia deixar de fazer este destaque particular, ainda para mais sendo dos últimos resistentes do punk nos tempos modernos.
Quem quiser, pode vê-los e ouvi-los dia 8 de Dezembbro, próximo sábado, precisamente no antigo bar da G.N.R. de Pinhal Novo, num concerto integrado na Mostra Internacional de Cinema Alternativo - Cão Amarelo, evento organizado pelo amigo Tozé Xavier, que engloba ainda Poesia Experimental dos Inteiros, uma exposição do também amigo Kim Prisu (façam um favor a vós próprios e vão ver), além de uma oficina de fotografia com o Flávio Andrade e outra de pintura com o Kim Prisu, além das sessões de curtas-metragens, sendo que o país em destaque este ano é a Polónia.
.
.

3 comentários:

Olavo Lüpia disse...

ainda assim, as minhas preferidas são a experimental "Brutalisame cuatua mánica de pudar" e a depressão suburbana, entre o amar e o ter, de "Extrudes".
se calhar estou a racionalizar muito a coisa. perdão, raçionalisar.

cj disse...

é iço mesme..

um que passa disse...

viva os ervas daninhas