(eter)

03 março 2007

lullaby

Em 1996 ou 1997 assisti, na Aula Magna, a um concerto dos Spain, a banda de Josh Haden (filho de Charlie Haden, famoso pela sua carreira como baixista de Ornette Coleman).
O disco de estreia, "Blue Moods of Spain", logo apresentou a música de melodias simples, formalmente clássicas e com uma execução sem falhas, de uma perfeição propositada, que na altura criou algum público em Portugal.
O segundo registo, "She Haunts My Dreams", passou-me um pouco despercebido e só agora tive a oportunidade de lhe dedicar mais atenção.
A razão desse relativo desinteresse foi, precisamente, o concerto a que tinha assistido anos antes, mesmo já estando avisado da desaceleração rítmica em actuações ao vivo.
Apesar de não se poder considerar um mau concerto, o facto é que foi talvez o único em que só não me deixei dormir a muito custo.
Imaginem estas canções tocadas a menos de metade da "velocidade" original...
De qualquer maneira, é sempre bom ouvir músicas bem construídas, com pequenas subtilezas muito simples, mas muito bem contextualizadas, a prova de que menos pode ser mais.

spain - nobody has to know

spain - every time i try


2 comentários:

Zito disse...

até gostei de concerto apesar de ter criado uma imagem dos senhores e ficar desiludido quando vi que eles estavam vestidos muito informalmente LOL
estava à espera que fossem tipo Tindersticks eh eh eh
Na verdade "Blue Moods of Spain" funciona mt bem como um todo, n tem pontos fracos ... tal como tu não dei mt importancia ao "She Haunts My Dreams" quando saiu mas depois ouvi precisamente essas duas canções na rádio e fiquei fascinado, são realmente muito boas ... o senhor Josh Haden vai lançar um album a solo ainda este ano ...

maumau disse...

concordo, cj. também fiquei com essa sensação. digo o mesmo do concerto dos tindersticks, nessa sala, mais ou menos na mesma altura.