(eter)

25 agosto 2008

the long goodbye

.

Depois de algum tempo de expectativa, tive finalmente a oportunidade de ver o filme de Robert Altman, de 1973, na sua adaptação da novela de Raymond Chandler "The Long Goodbye".

Como qualquer fã do monocromático detective Philip Marlowe sabe, não é a mais fácil das tarefas reconstruir cinematograficamente esse mito da literatura, embora -ou talvez por isso mesmo- os livros de Chandler sejam muito visuais, seguindo a lógica cinematográfica.

Embora as
críticas que li fossem positivas na sua globalidade, também me deparei com vozes mais críticas, vindas precisamente dos fãs de Marlowe.
Mesmo acalmando as expectativas ao passar do livro para o filme (como sempre acontece) o certo é que, embora o desempenho de Elliott Gould seja interessante, a forma como Altman abordou a novela, querendo fugir de uma adaptação mais fiel, acaba por estragar o que, já de si, era perfeito.

Se há conselho a dar é que leiam primeiro o livro (agora numa excelente tradução com o título "O Imenso Adeus", da
Editorial Presença ).
Neste caso, não vejam o filme.
Outra opção é ver o filme (que até vão gostar) e depois leiam o livro para compreenderem a desilusão nas minhas palavras.


Fica a música do filme, que vai desfilando em jeito de paródia ao longo das cenas - e esta sim, vale a pena (mas leiam o livro antes de ouvirem a música).
.
dave grusin trio - the long goodbye
.
jack sheldon - the long goodbye
.

3 comentários:

menina limão disse...

acaso o senhor cj tem duas coisas que procuro? são elas:

1. a banda sonora do Trust, do Hal Hartley.

2. o tema do filme O Cowboy da Meia Noite, uma melodia com harmónica, da autoria de Jean 'Toots' Thielemans.

tens, tens? oxalá. Agradecida. :)

cj disse...

ó amarela, tenho quase a certeza que não foi editada a banda sonora do Trust, já viste isso em algum lado?
O midnight cowboy tenho, fica atenta ao email. ;)

menina limão disse...

thank you mister. :)