(eter)

01 setembro 2008

love & murder

.

Charles Manson tornou-se célebre pelos assassinatos de Sharon Tate, Jay Sebring, os Labianca, entre outros.
Um ano antes do julgamento, gravou este disco constituído por músicas ao estilo folk hippie, um exemplo de que a loucura anda muitas vezes de mão dada com o génio ou, pelo menos, com o talento.
Entre os inúmeros rumores que envolvem a vida de Manson, consta que aprendeu a tocar guitarra na prisão com o gangster Alvin "Old Creepy" Karpis, onde escreveu dezenas de músicas.
Saíu em 1967, depois misturou-se com a comunidade hippie de São Francisco, onde se tornou uma espécie de guru, com vários jovens seguidores oriundos da classe média, a maior parte raparigas, com base numa filosofia derivada da cientologia (de Tom Cruise e John Travolta), que tinha estudado na prisão.
Com essa sua "família", gravou então alguns discos, do qual este é o mais emblemático.
Dennis Wilson, que se tornou amigo de Manson na altura, ainda convenceu os Beach Boys a gravarem uma versão de "Cease To Exist", a que deram o título de "Never Learn Not To Love".
Também os Guns'n'Roses gravaram uma versão de "Look At Your Game, Girl".
Curioso é o episódio de como Manson conseguiu conhecer Wilson; este deu boleia a duas raparigas do grupo de Manson e levou-as para casa dele durante algumas horas. Na madrugada seguinte, quando voltava a casa depois de uma sessão de gravação com os Beach Boys, é surpreendido com Manson em sua casa, ao qual pergunta se lhe quer fazer mal, enquanto Manson, negando, lhe começa a beijar os pés. Ao chegar a casa, depara-se ainda com mais doze estranhos, quase todas raparigas, a orgia ambulante de Manson.
Nos meses seguintes a "família" duplicou, tendo Dennis Wilson gasto à volta de 100.000 dólares, dos quais mais de 20.000 foram destinados a tratar uma gonorreia colectiva.
Foi Wilson quem o introduziu e apresentou no mundo do espectáculo, onde viria a fazer estragos, como os acontecimentos posteriores mostram.
É um disco pouco conhecido, devido fundamentalmente aos crimes por ele praticados, que o atiraram para a obscuridade e para o baú das gravações malditas provenientes da loucura da mente humana, na sua faceta mais complexa, amplificada pelos ácidos dos anos 60.
.
charles manson & family - look at your game, girl
.
charles manson & family - ego
.
charles manson & family - people say i'm no good
.
charles manson & family - sick city
.
charles manson & family - cease to exist
.

2 comentários:

LF disse...

Sharon Tate que era a belíssima mulher do realizador Roman Polanski.

menina limão disse...

ena boy.